Categorias
Últimas notícias

ESG é nova fronteira para gestor de ativos, diz Moody’s

Instituição aponta demanda do investidor, regulação e viabilidade financeira como estímulos para crescimento

A ampliação do interesse por investimentos alinhados a critérios ambientais, sociais e de governança (ESG) pode levar a uma nova onda de crescimento das gestoras de ativos globais. Essa é a previsão da Moody’s Investors Service, apresentada no relatório Asset Managers – Global: Beyond passive, ESG investing is the next growth frontier for asset managers. O documento foi publicado na quinta-feira (27/2).

O estudo da Moody’s afirma que apostar em ESG é uma solução viável e facilmente alcançável para as gestoras. A estratégia ajudaria a agregar valor para além do desempenho dos ativos ao atender aos anseios de um número cada vez maior de investidores. Por trás desse movimento está o desejo de influenciar resultados sociais e ambientais por meio de suas escolhas.

A participação de ativos ESG no total de ativos administrados hoje ainda é pequena. Segundo pesquisa da Moody’s, a penetração é de aproximadamente 6,5% entre todas as gestoras de ativos com rating atribuído.

Esses resultados têm como base informações fornecidas por gestoras que atualmente possuem mandatos ESG explícitos definidos em seus prospectos ou contratos de gestão. Segundo a Moody’s, há potencial para que esses mandatos aumentem significativamente.

Potencial dos produtos ESG

“Os investimentos ESG são uma oportunidade de crescimento única para gestoras de ativos, porque prometem a entrega de valor de forma mais holística, indo além do desempenho acima do esperado do investimento”, afirmou Stephen Tu, vice-presidente da Moody’s, ao anunciar a nova pesquisa.

Segundo o executivo, os produtos ESG têm potencial para se tornar majoritários no mercado. “À medida que isso é reconhecido, ESG como estilo ou sobreposição poderia representar mais de metade do total de ativos investidos, ecoando o crescimento da participação de mercado de produtos passivos”, disse.

Desafios do ESG

Segundo a Moody’s, há dois grandes entraves no momento para o crescimento dos investimentos ESG:

  1. A falta de padronização de definições e processos no setor.
  2. A percepção dos investidores de que, ao investir com o objetivo de buscar ganhos sociais e ambientais, estariam abrindo mão de maximizar o retorno do investimento.

Mas, para a Moody’s, à medida que a padronização melhorar e os investidores virem o perfil de risco/recompensa dos produtos ESG como semelhante ao de outros produtos, esses obstáculos provavelmente serão superados.

O relatório na integra pode ser lido pelos assinantes do serviço da Moody’s neste link.

Assine a newsletter gratuita do ESG Insights para acompanhar mais novidades.


Insights no seu e-mail

Um resumo das novidades em ESG, além de entrevistas e artigos exclusivos. Semanalmente no seu e-mail, de graça.